Ligue para nós!

(81) 3223-1197

Estamos Aberto de:

Seg - Sex: 8:00 A.M - 7:00 PM

Marque Sua Consulta!

Seu Sorriso a um Clique de Distância!

Perdi meus dentes e agora?

Doutor! Perdi meus dentes, O que posso fazer?

O paciente perde alguns dentes por diversos motivos. Vem com o desejo de recuperar a sua estética, mastigação e funcionalidade.

Certo, perdeu o dente.

Mas e agora, o que você faz?

Mil perguntas começam a surgir na sua cabeça:

Coloco uma prótese?

Boto um implante?

Implante é caro?

Posso ficar sem dente mesmo?

E se eu perdi vários dentes, como faço?

Resumi em alguns tópicos um conjunto de informações que respondem essas e outras perguntas.

 

O que a falta de um dente pode causar?

Quando um espaço é deixado na boca, os outros dentes começam a se reorganizar naquele espaço. O que pode ocorrer é espaços se abrirem e comprometerem a estética, dentes inclinando-se e dentes “crescendo” para o local da perda. Sem falar na parte da mastigação, que sempre fica comprometida quando há uma perda na arcada.

 

Prótese Fixa ou Implante

A Prótese Fixa é um dente artificial que vai substituir o dente perdido apoiando-se nos outros dentes da boca. Ou seja, ela vai usar as raízes dos outros dentes para sustentar o dente perdido. A parte ruim desse tratamento é que ele força os outros dentes e quase sempre precisa desgastar e até fazer canal dos dentes vizinhos para eles sustentarem a carga.

Como o Implante Dentário é um parafuso colocado no osso para substituir a raiz perdida o dentes vizinhos não sofrem desgaste ou tratamento de canal, porque não depende deles para o tratamento ser feito.

 

Prótese Removível ou Prótese Sobre Implantes

Você já tentou comer um alimento mais duro com prótese removível? Horrível, não é?picanha perdi meus dentes

Nas próteses removíveis, as forças de mastigação, se colocadas apenas em um dos lados, acontece o que chamamos de movimento de báscula. O lado que não está sendo pressionado levanta e descola da gengiva gerando um desconforto e uma sensação de insegurança com a prótese

Na Prótese Sobre Implantes é muito diferente esse sistema de forças.

Como na Prótese Sobre Implantes existem vários implantes para apoiar os dentes, e esses implantes são fixos ao osso, as forças da mastigação são dissipadas entre eles igualmente, então tanto empurrando quanto puxando as forças são estáveis.

Então mastigar em qualquer ponto da prótese sobre implantes gera forças que são anuladas pelos multiplos pontos de fixação ao osso causando uma estabilidade muito maior e uma segurança muito acima da Prótese Removível.

 

Ortodontia ou Implante

Uma dúvida muito frequente de pessoas que perderam um dente é achar que podemos “fechar” o espaço com a Ortodontia.

Isso é possível mas atualmente é raramente viável!

O ortodontista tecnicamente pode movimentar um dente para o lugar de outro, mas cada dente tem uma função específica e deve permanecer no seu lugar de origem. Como antigamente não se existia a técnica dos implantes, a ortodontia era uma grande aliada no tratamento estético de uma perda dental anterior. Mas a função estava sendo trocada pela estética!

Quando movimentamos um dente para fechar o espaço de um outro perdido, geramos uma movimentação em todo complexo de mastigação da boca.

Com essa mudança podemos criar vários problemas. Um deles é o de desvio de linha média, onde a linha dos dentes inferiores não se alinham com a dos inferiores. Outro problema é a Intercuspidação inadequada dos dentes antagonistas. Pode gerar problemas maiores, como dores na ATM, paciente mordendo a língua e uma falta de estabilidade dos dentes. A falta de estabilidade pode fazer os dentes começarem a se movimentar aleatoriamente.

Mas não quer dizer que a ortodontia é totalmente ineficiente em pacientes que perderam algum dente.

Tendo em vista que para fazer um Implante de um ou poucos dentes, muitas vezes é necessário se fazer um tratamento de ortodontia com aparelhos fixos antes, porque em alguns casos os espaços restantes não são suficientes para caber um implante. Isso geralmente ocorre quando já se passou muito tempo da perda do dente.

 

Qual o valor de um implante dentário no Brasil?

O valor varia de acordo com a marca dos materiais usados pelo profissional, logo sempre desconfie de valores abaixo de R$ 1 mil. Podem estar sendo usadas marcas de má qualidade, o que pode levar à rejeição do implante pelo organismo com mais facilidade. Essa rejeição é relativamente comum; ela depende do tipo de osso, da presença de inflamação, de bactérias no local e da defesa do organismo.

O valor do procedimento também varia de acordo com o tipo de procedimento cirúrgico e a necessidade de se fazer enxerto ósseo por falta de osso no local do Implante. Quando o dente é perdido, o osso do local vai se reabsorvendo com o tempo, o que leva a uma necessidade de se fazer um enxerto antes de poder colocar um implante.

 

Perdi vários dentes, posso colocar Implantes?

Dependendo da quantidade de dentes perdida, o implantodontista pode sugerir um procedimento chamado Protocolo de Branemark. Os Protocolos são próteses fixadas por implantes na maxila ou na mandíbula. Eles garantem uma estética muito superior à colocação de vários implantes individuais. Caso você tenha perdido quase todos os dentes da boca, essa opção de tratamento pode ser a melhor tanto para a mastigação, quanto para conforto e estética.

 

Veja um vídeo sobre Protocolos de Implantes e Cargas Imediatas:

Implante dói?

Todos os procedimentos na área de Odontologia hoje são feitos sob efeito de anestésicos. Cirurgias de colocação de Implantes não são uma exceção; elas são feitas com anestesia local e você não sente absolutamente nada durante todo o procedimento cirúrgico.

Veja um vídeo que o Dr. Paulo responde essa pergunta

 

Conclusão:

Quando é necessário decidir sobre os procedimentos a serem feitos na sua boca, é sempre bom ser orientado por um especialista. Às vezes a dúvida que te leva a não resolver o seu problema pode ser alguma informação incompleta.

Outra coisa importante de saber é que um tratamento não é feito apenas pelo Cirurgião. Ele é feito em conjunto e com cooperação mútua entre o paciente e o profissional. A decisão do melhor tratamento escolhido também deve ser feito pelos dois, avaliando problemas específicos e chegando a uma decisão.

E então? Gostou da postagem? Tem alguma dúvida?

Deixe abaixo nos comentários.

 

Fique por dentro!

Não deixe de curtir nossa Página no Facebook.

Siga-nos no nosso perfil do Instagram.

Assista os nossos vídeos no canal Odontoface Responde.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *